Suave na Nave

Ola!
estou dedicando algumas horas do meu dia e fazendo este blog com um certo carinho".
Não tenho intenção de agradar todo mundo que navegar qui!
Não postarei coisas todos os dias,"tenho mais o que fazer".
Fique a vontade leve os discos e o que mais quiser...((Apenas lembre-se de pelo menos agradecer,pois não estou ganhando nada com isso!))
Obrigado!
(Eric Arvel)

Search

Carregando...
Tecnologia do Blogger.
14 de mai de 2011

Eric Arvel





Game Over... sinto muito!

20 de jul de 2010

Módulo 1000


O jornal Rolling Stone, em sua edição nacional, de número 4 (21 de janeiro de 1972) trazia na segunda capa (interna) anúncio de página inteira com o disco. Está lá escrito: "Nosso som é o som do mundo para ser sacado e curtido" - Módulo 1000, com a foto do quarteto e a capa do disco, trazendo apenas o nome da banda e da obra - "Não Fale Com Paredes". Uma estréia que prometia, mas que enfrentou resistências, mesmo dos setores mais roqueiros da mídia, inclusive do próprio RS.A razão da reação adversa de alguns é, ao mesmo tempo, o grande trunfo do álbum: o som progressivo, altamente técnico, que, ao contrário das críticas, não deixava de manter o pé no rock e da psicodelia. Integravam o grupo carioca, os músicos Luiz Paulo (órgão, piano e vocal), Eduardo (baixo), Daniel (guitarra) e Candinho (bateria). A produção, devidamente capitalizada no anúncio do jornal, é do disc-jockey Ademir, um dos mais destacados da época, depois de Big Boy.De fato, em suas nove músicas, "Não Fale Com Paredes" é um exercício de criatividade instrumental que, hoje, pode-se nivelar aos melhores discos do gênero produzidos no exterior. "Turpe Est Sine Crine Caput", cantada em latin, com um impressionante trabalho de guitarra, abre o disco mostrando o que vem pela frente. "Não Fale Com Paredes", com letra de Vitor Martins ("Uma pessoa/É uma figura/É uma imagem/Numa moldura/Minha imagem quer sair do quadro/Dessa vitrine sem profundidade"), em clima de quase hard-rock à la Grand Funk Railroad, expõe a face mais pesada do grupo. E "Espelho" é uma viagem acústica, com vocais suaves, que lembra um pouco a sonoridade dos Mutantes.


Não Fale Com Paredes (1970)







Vímana : a obscura banda progressiva de Lobão, Ritchie e Lulu Santos

Em 1974, dois ex-membros de outra banda progressiva brasileira, o Módulo 1000 (que lançou um lp - Não Fale Com Paredes, hoje raridade muito valiosa em várias partes do mundo) resolveram dar seguimento à carreira musical, após o fim da banda. Eram o tecladista Luiz Paulo Simas e o baterista Candinho.Eles se juntaram ao guitarrista e cantor Lulu Santos, e ao baixista Fernando Gama, recém saídos de outra banda, o Veludo. A princípio, o som que faziam tendia mais para o Hard Rock, devido em parte às influências de Lulu, que sempre foi um ótimo guitarrista. Com o tempo, porém, a banda acabou adquirindo uma sonoridade mais progressiva.Suas apresentações ao vivo começaram a chamar a atenção, devido ao requinte dos arranjos instrumentais, muito inspirados. Ficou famosa a participação da banda no festival Banana Progressiva, em agosto deste ano, bem como a presença no primeiro Hollywood Rock, em 1975. Deste último festival, saiu a única gravação em vídeo da banda da qual se tem notícia : nela só aparece uma música : Perguntas, onde se destaca o belo arranjo de teclados de Simas, embora o arranjo vocal de Lulu não seja dos melhores


1976 - nova-vimana
http://rapidshare.com/files/134966798/nova-vimana__1976_.rar)
19 de jul de 2010

A Barca do Sol


Banda brasileira de rock progressivo formada em 1973 no Rio de Janeiro como banda de apoio do músico Piry Reis, mas acabou tendo vida própria, sendo um dos grandes expoentes da música brasileira em sua época.
Teve em uma de suas formações o cantor Ritchie, na época como flautista.
A banda gravou três álbuns durante suas atividades e uma coletânea (lançada em 2000) e terminou em 1981. Seus integrantes continuaram em carreira solo, tendo até certo sucesso.
A banda possui influências do folk rock, e devido aos instrumentos utilizados seu som é geralmente comparado com o da banda Jethro Tull.


1974 - A Barca do Sol







18 de jul de 2010

A Chave


uma das mais significativas do sul do país anos 70. O grupo tinha uma grande quantidade de fãs, e seus shows eram conhecidos por ter sempre um grande público. Tiveram vários shows proibidos, músicas censuradas e nunca chegaram a lançar um LP. O compacto com Buraco no Coração e Me Provoques Pra Ver é o único registro discográfico deixado. Além de ter tocado ao lado de grupos como Secos & Molhados, O Terço e Mutantes, a Chave ainda acompanhou o lendário Bill Halley no Brasil.

A banda durou dez anos (de 1969 a 1979), e tinha como parceiro o poeta Paulo Leminski, que colaborava nas letras. Daí já viu, não dá pra sair coisa ruim. A formação contava com o Paulinho Teixeira nas guitarras, Ivo Rodrigues nos vocais, Carlão Gaertner no baixo e Orlando Azevedo na bateria.





Aborto Elétrico


banda brasileira de punk rock que esteve ativa entre 1978 e 1982. Inspirou o surgimento de várias outras, como Legião Urbana, Capital Inicial e Plebe Rude.

A banda fez parte da Turma da Colina, um grupo de bandas de Brasília, junto a bandas como a Plebe Rude e a Blitz 64.

Tinha, em sua formação original, Renato Russo no baixo, André Pretorius na guitarra e Fê Lemos na bateria. Depois que André Pretorius foi prestar serviço militar na África do Sul, Renato Russo passou a tocar guitarra e entrou o baixista Flávio Lemos, irmão de Fê Lemos. Mais tarde a banda ainda contou com a presença do guitarrista Ico Ouro Preto, irmão de Dinho Ouro-Preto. A banda terminou em 1982, depois de desentendimentos entre seus integrantes. Segundo Fê Lemos, após Renato Russo errar várias vezes as letras das canções em um show, ele arremessou uma baqueta nas costas de Renato, que disse que não iria mais fazer parte da banda. Parte de seu repertório foi esquecida, e a outra parte foi dividida entre Capital Inicial e Legião Urbana.


Show realizado na UNB em 1978






welcome

Penitentes

Deiche seu Recado AQUI!

Friends

Banner Radio Morfina

Banner do Blog

Parceiros da Morfina

Blog Impulsos

Blog de Vanessa Matos. Parceira,amiga e super criativa! Exatamente porisso faz parte da Radio. Otimo BLog!

Atenção

Estes links estão hospedados na própria Internet, somente indicamos onde se encontram.Qualquer arquivo protegido por algum tipo de lei deve permanecer, no máximo, 24 horas em cada computador e devem ser descarregados apenas para teste, devendo ser apagados depois.Os autores deste blog incentivam os visitantes a comprarem os originais caso gostem.Obrigado por vossa compreensão e visita.